Não consigo confiar em homens

Para você perceber o motivo que não consegue confirmar nos homens, você precisa saber que existe uma dinâmica oculta, um aspecto subconsciente que faz com que projetemos nossas emoções em pessoas diferentes das causadoras de uma emoção ou padrão de pensamento. Até mesmos as verdades que carregamos sobre os outros.

Se por exemplo eu sinto raiva do meu pai e ao passar dos anos eu suprimo essa sensação passando a evitar contato com ele, eu começo inconscientemente a ter a mesma sensação quando encontro outas pessoas, outros homens, chefes, amigos. Eu vou projetando e me conectando a essa emoção que está guardada nas profundezas de meus quartos escuros do meu inconsciente.
subtítulo: Eu vejo nos outros algo que existe em mim.

Conforme a visão das constelações, o que acontece é que essa sensação quer ser vista, ela não pode ser simplesmente ignorada, não podemos fazer de conta que ela não existe, pois ela vai voltar ao longo da minha vida.

Outra coisa que acontece é que olhar para essa raiva não necessariamente significa concordar com ela e me colocar em um lugar de ter “direito” de ter raiva do meu pai.

Como posso voltar a confiar em homens e em todos?

O que convidamos as pessoas a perceberem é que não há motivo para termos essa raiva ao percebermos que sempre algo de positivo aconteceu na nossa vida por conta desse episódio ou episódios que nos levaram a ter raiva. Outra coisa que acontece é que também podemos perceber é que o que levou a raiva foi uma ilusão de uma história que eu entendi errado.

Abra mão das projeções ao perceber que toda história possibilitou algo novo em sua vida e preencha seu coração com gratidão para poder estar mais consciente ao lidar com outro ser humano. Estar consciente é lidar com a razão e não tanto com a emoção.
Ao alinhar minhas histórias todos meus relacionamentos ganham em harmonia, confiança, equilíbrio.

Assim podemos cada vez mais focar nossas energias em realizar, criar novas possibilidades em nossa vida e na vida das pessoas que nos acompanham nessa jornada chamada vida.