Não Quero Crescer

Durante o treinamento IKIGAI em Santos, ocorreu uma conversa sobre o que é ser maduro.

Estávamos conversando sobre o que é ser uma pessoa madura, crescida, não infantil em um ambiente de trabalho.

Talvez você queira pensar no seu ambiente de trabalho ou escola.

Quais são as pessoas que são maduras, crescidas, prontas para a vida?

Essa pergunta sempre m foi difícil, pois eu nunca fui maduro.

Isso acontece, porque eu sempre escolho uma brincadeira e um lado mais engraçado no meu dia-a-dia.

Por muito tempo eu pensei que isso era uma forma de eu não encarar de fundo a “dor” do momento.

Devido ao fato de eu sempre ouvir as pessoas me dizendo que isso não era maduro eu sempre pensei que isso era algo que eu usava para escapar da pressão.

Eu me cobrava e ficava pensando que deveria parar, mas quando eu menos esperava lá estava eu novamente fazendo alguma piadinha…

E felizmente aprendi que isso só era mais uma forma de eu ser injusto comigo mesmo.

Durante um treinamento no meu emprego, os participantes foram solicitados a darem feedbacks uns aos outros.

Adivinha qual foi meu feedback positivo?

O feedback positivo foi que eu sempre encontro algo positivo nas situações e trago leveza às reuniões.

Nesse momento minha cabeça deu um nó.

Que voz é essa dentro da minha cabeça que diz que estou errado?

Mais uma vez entendi que sou muito cruel comigo mesmo.

Luiz (18)_med

Como foi bom poder concluir que eu sou bom em algo: fazer piadas.

Como é bom perceber que esse é um talento meu, um talento que recebi de meu pai.

Meu pai também adora fazer uma piada e trazer leveza ao momento.

Eu recebi esse talento do meu pai e eu o desonrava quando dizia algo do tipo:

Talvez da próxima vez eu possa ser um pouco mais sério.

E então, o que é ser maduro?

O que é ter crescido?

Bert Hellinger diz que crescer, ser maduro é assumir o nosso papel em nossas vidas.

Para ele, e para mim também faz muito sentido, ser maduro é assumir responsabilidade e dar passos em trazer movimento em nossas vidas, é assumir nosso destino, é honrar as vidas que vieram antes e seguir em direção da nossa vida, daquilo que nos espera.

Para algumas pessoas isso pode ser muito pesado e para mim é engraçado.

É como estar em um parque de diversões.

Você não imagina como é confuso escrever tais palavras para mim e quantas vezes eu já apaguei essas palavras e voltei a escrever essa verdade sobre mim.

O pensamento que vem a minha mente é:

O que as pessoas vão pensar se você escrever que a vida é fácil e alegre? Você é arrogante!

Acho que se dizer minhas verdades é ser arrogante.

Acho que eu sou então.

MINHA VIDA É ALEGRE!

Isso em nenhum momento quer dizer que eu não respeito suas dores e tão pouco as minhas.

Aqui vos escreve alguém que tem dores, medos, tristeza, depressão, atos falhos, desvios e muito, muito mais.

Sou estressado, impaciente, preguiçoso, etc, etc, etc.

O Grande ponto é como eu escolho viver todas essas sensações e atitudes.

A resposta é: brincando.

crianças - brincadeira

Aprendi com a Marianne Williamson que podemos brincar com nossos pensamentos.

Ela explica que podemos brincar com o que está em nossa cabeça.

Quando vem um pensamento do tipo:

Não fale nada, pois vão achar que você não sabe o que está falando.

…Converse com você mesmo, diga para você mesmo algo do tipo:

Nossa que legal esse pensamento, hein!? Parabéns mente! Esse foi poderoso mesmo!

Se meu talento é trazer alegria ao mundo exterior, aprendo aos poucos e cada vez mais a trazer alegria ao meu mundo interior.

Isso também veio a minha cabeça quando uma grande amiga minha me disse um dia:

Eu queria viver dentro da cabeça do Brites, deve ser muito engraçado lá.

Realmente, é muito engraçado aqui dentro da minha cabeça.

E, novamente, como é difícil escrever isso.

Vou escrever mais algumas vezes para me lembrar.

Minha vida é engraçada.

Eu sou engraçado.

Eu me diverti comigo mesmo.

Eu sou feliz e minha vida é fácil.

mergulho - diversao

Talvez esse seja meu mantra, meu ho’oponopono.

Quem sabe é minha maneira de expressar a gratidão e honra em estar vivo e de me lembrar quem realmente eu sou.

LEMBRAR SEMPRE:

SORRIA! VOCÊ ESTÁ VIVO!

Nada vai mudar esse fato.

Se você esta lendo esse texto, é porque está vivo e pode abrir um sorriso.

Olhe ao seu redor.

Encontre algo que seja engraçado e bonito.

Com certeza existe algo divertido mais perto de você do que você imagina.

Se não acredite em mim, que tal apertar seu braço.

Se não der certo, você pode gritar.

Tenho certeza que alguém irá até você.

Lembre nesse momento de ser adulto e assumir responsabilidade pelo seu grito. (kkkkk)

A alegria é para mim a melhor maneira de regar meu solo para que as sementes das intenções da minha vida germinem.

Com alegria eu me mantenho mais equilibrado e em uma vibração positiva.

Não importa qual terapia alternativa, técnica, massagem, banho, sal grosso, incenso que eu use no exterior.

Acredite, eu uso essas alternativas quando o “bicho tá pegando”, mas quanto mais eu lembro de me divertir, mais leve minha vida fica.

Quem sabe um dia eu utilize esses recursos não apenas para os momentos mais tensos.

Na verdade, acho que vou acender um incenso nesse momento.

incenso

Estou feliz com esse texto, estou feliz com minha vida.

Vou acender um incenso para agradecer o fato de eu estar vivo e poder compartilhar meu melhor, meu talento, minha alegria com todos que entram em contato comigo e com o que faço.

Hoje, só hoje eu escolho a alegria.

E depois?

O que vai acontecer se eu ficar triste?

Em momentos assim eu vou lembrar da Marianne Williamson:

Mente querida, eu não estou triste agora. Estou feliz. O que acontece se depois eu ficar alegre de novo? Mente querida, senta aqui, conversa comigo, o que você quer fazer hoje? Vamos comer um chocolate ou correr 5 km? Chocolate né? Te conheço. Kkkkkkkk

Que seja belo!

Que seja alegre!

Que tal deixar aqui uma dica para mudar um padrão de pensamento?

O que você faz quando sua mente mentirosa começa a te questionar de quem você é e a te dizer que tudo pode dar errado?

OSHO recomenda cerveja e vinho.

E você?