Talentos no olhar das constelações

Uma das coisas mais espetaculares que tive acesso durante todas as constelações que participei e conduzi é o quanto recebemos de todos que vieram antes de nós.

Pais, tios, avós, bisavós são inconscientemente excluídos de nosso dia a dia.

Vivemos automaticamente sem nem pensar o quanto todos esses nossos antecessores são importantes.

Estar presente em uma constelação traz grande emoção quando entramos em contato, como diria Bert Hellinger, com a nossa verdadeira força.

Toda constelação que conduzo eu trago exemplos e explicações breves sobre as ordens do amor (hierarquia, compensação, inclusão).

Quando falo da hierarquia eu convido os participantes a refletirem sobre seus celulares.

Lembro a todos que existe um teclado para digitação e que esse teclado é exatamente igual ao de uma máquina de datilografia.

Tais comentários também causam risos nostálgicos pois alguns de nós tiveram cursos de datilografia e para quem nasceu antes dos anos 80 compartilha da digitação abaixo:

A  – S – D – F – ESPAÇO

Ç – L – K –  J  – ESPAÇO

A  – S – D – F – ESPAÇO

Ç – L – K –  J  – ESPAÇOmaquina-de-datilografia

Aulas e maquinas de datilografia estão no passado e talvez apenas quem nasceu antes dos anos 80 pode se lembrar das dificuldades.

Em tal época, um simples erro de digitação poderia significar a necessidade de que toda a página de um trabalho fosse refeita.

Uma simples falta de atenção, poderia significar que a tinta da máquina havia acabado ou até mesmo enrolado e toda página tinha sido perdida.

Tais dificuldades não são nem conhecidas pela geração atual.

Nascidos depois dos anos 80 não possuem lembrança dessa dificuldade e levam suas vidas com todas as facilidades de digitar tranquilamente em seus celulares e computadores.

Vou comentar apenas das facilidades. Reflita comigo: facilidade e aquilo que eu faço de maneira simples e fácil. Facilidade também pode ser traduzida como talento.

Isso mesmo caro leitor, todo talento que possuímos está ligado a algo que fazemos facilmente.

Meu talento está relacionado às atividades que tenho facilidade.

As constelações me trouxeram esse olhar de que tudo que eu faço com facilidade só é possível hoje, pois alguém que veio antes de mim teve dificuldades imensuráveis.

Meus ancestrais tiveram dificuldades para que hoje eu possa ter facilidades.

quem-veio-antes-de-nos

Tecnologia é outra palavra que para mim é sinônimo de facilidade e mesmo assim a visão das constelações me traz muita responsabilidade quando me pergunto:

Quantas pessoas trabalharam, morreram, foram contaminadas, escravizadas para o desenvolvimento de uma nova tecnologia?

A única resposta para essa pergunta é um precioso ensinamento de Bert Hellinger para honramos e darmos um lugar de respeito a todos aqueles que vieram antes de nós.

Hoje tenho mais consciência em relação a isso e confesso que me pego vivendo automaticamente sem honrar e respeitar a fundo todas as facilidades disponíveis.

A mudança em como eu vejo ao mundo sofreu grande impacto na minha vida e em minhas rotinas, mas a grande conclusão e olhar ainda estava por vim e segue meu relato:

Eu tenho certo em meu coração que estou nessa vida a serviço de algo maior.

Isso não significa que, assim como todos nós, eu não passe por momentos de dúvidas, momentos de contato com minha sombra em que me questiono.

Durante um desses meus questionamentos internos, entrei em um discurso e em momentos assim eu me permito ir muito a fundo e uma das perguntas que me veio foi:

Porque eu acho que eu posso ajudar alguém?

O que seus pais fizeram nesse sentido que você possa ter aprendido para disponibilizar ao próximo?

O que eu quero sendo constelador e coach?

Assim como nas constelações e na vida, eu tenho certeza que a maior lição que aprendi é que o próximo ensinamento vira, eu tenho certeza e confio que mesmo em momentos de pura dúvida e dificuldade eu confio que o próximo passo virá.

Mais uma vez minha confiança no próximo passo se provou ser correta. Junto com muitas lagrimas lembrei da história de meu pai.

minha-familia

Meu pai era garçom e largou seu emprego para trabalhar na produção de uma multinacional para poder casar com minha mãe.

Agora aprendi que garçom está em minha mente como uma das profissões mais nobres que existem.

Existe algo mais nobre do que trazer a energia da vida em forma de comida para corpos famintos?

Garçons tem o talento de levar vida às pessoas.

Levar uma nova oportunidade de vida.

Meu pai abriu mão de sua missão de servir ao próximo para que eu pudesse nascer.

Meu pai foi quem me ensinou o que sei em relação a estar disponível ao próximo para lhe dar o que precisa para crescer.

Nas constelações isso é muito forte e nem sempre a constelação mais doce acontece, às vezes elas são amargas e de qualquer maneira são exatamente o que o constelado precisa.

Essa também é uma forte certeza que tenho em meu coração e graças ao meu pai e a seus pais, isso é meu talento.

E minha mãe?

Minha mãe trabalhava como governanta de uma casa.

Enquanto me perguntava o que minha mãe fazia e as lagrimas não paravam de cair, tive a resposta.

Minha mãe garantia que as crianças daquela casa tivessem alguém para conversar e chegar a um consenso de o que é importante para vida da pessoa.

Qual próximo passo a seguir.

Todo tempo da minha mãe estava dedicado a ouvir os cuidados por ela e a os ajudar a buscar maior compreensão sobre qual seria o próximo passo.

Minha mãe, assim como meu pai, abriu mão da missão dela em assistir ao próximo para me dar a vida.

Não existe nada mais nobre do que estar à disposição de alguém.

Nas constelações e no coaching me coloco a inteira disposição do que é essencial a aquela pessoa, á o que o campo indica como sendo o próximo passo.

Essa também é uma forte certeza que tenho em meu coração e graças a minha mãe e a seus pais, isso também é meu talento.

Conscientemente é impossível sabermos exatamente o que todos nossos antepassados sabiam fazer de melhor, o que deixo de mensagem aqui é que mesmo sem sabermos o que todos faziam, tudo que fazemos hoje é graças aqueles que vieram antes de nós.

Assim com a minha eterna professora Simone Arrojo diz: Eu sou 50% tudo que recebi da minha mãe e 50% o que recebi de meu pai.

Sei que nada que faça poderá retribuir tal presente e a única maneira de compensar tal presente rico é compartilhar e me disponibilizar a todos que me encontrem.

coaching-em-grupo_saiba-mais