Tudo Se Inicia Na Mãe

tudo se inicia na mãe

Olá,

Resolvi escrever esse artigo para compartilhar minha percepção ao participar do primeiro módulo de formação em constelação pela Hellinger Schule.

Quando a formação começou eu simplesmente fui tomado por uma emoção nova.

Quando a Sophie Hellinger mencionou algo que eu tinha conhecimento, mas ouvir isso dela própria, da mãe das constelações, me trouxe um sentimento novo.

Ela falou:

As pessoas que estão aqui, estão aqui por um motivo, elas foram escolhidas para estarem aqui.

Enquanto meu ego inflava ela continuou e quebrou minhas pernas:

Vocês estarem aqui significa uma grande responsabilidade.Vocês são os primeiros, a primeira turma do Brasil, e isso indica que vocês estão preparando e abrindo as portas para as próximas turmas.

Só nesse momento, apenas com essa frase eu já sabia que havia valido a pena ter seguido meu coração para entrar para essa turma mesmo eu que já havia feito outras formações em constelação.

Essa frase me trouxe a conclusão de que os primeiros, nossos antepassados carregam um peso maior. Eles fizeram algo primeiro para que todos nós hoje pudêssemos também seguir.

Ser o primeiro significa se abrir para o desconhecido, pois faz sentido no fundo de nossa alma.

E a partir de então, os próximos poderão simplesmente estar mais confortáveis, visto que alguém já fez antes e o novo já não assusta tanto.

Outra “ficha” (e como digo, “FICHASKAEM”) é que sempre desejamos mais, sempre desejamos o novo, ou seja, o diferente em nossas vidas.

Estar no novo ou em nossos sonhos é percebido por nós como algo simples, como algo fácil.

tudo se inicia na mãe

Esquecemos de perceber que tudo que fazemos traz consequências.

Por exemplo: sonhamos em ganhar na loteria, em ter muito dinheiro, casas, carros, viagens, ajudar as pessoas…

Tudo isso é maravilhoso, mas a contrapartida, para termos muito dinheiro é que precisamos ter a estrutura mental e espiritual para romper e manter essa barreira que nos separa. Pense no topo do Everest. Lugar lindo né? Quem está disposto a subir?

Podemos também pensar o que separa a realidade atual do exemplo: muito dinheiro.

Sem a força necessária para aprendermos novos comportamentos e abrirmos mão de comportamentos antigos, nós simplesmente não evoluímos para um novo. Não evoluímos para ter mais dinheiro. Quando evoluir, terá.

Quando evoluirmos, estaremos preparados para suas consequências.

Não estar preparado significa que ainda não desenvolvemos a estrutura para o novo. Essa falta de estrutura, falta de desenvoltura para o novo é comum, todos já ouvimos pessoas que ganham na loteria e perderam tudo.

Outro exemplo: como foi a sua turma da Faculdade?

Eu mesmo tranquei minha matricula três vezes antes de concluir.

Hoje vejo que isso aconteceu por um saudosismo do Ensino Médio e também por eu não estar preparado para assumir uma nova profissão, um novo salário.

Eu ainda não estava preparado para usufruir e ir além com minha vida. Os anos de início e final da Faculdade foram de muita dedicação para eu conseguir entender muitas coisas sobre o jogo da vida.  Foram 10 anos desde a formatura do Ensino Médio até a conclusão da Faculdade.

Foi literalmente a subida de uma montanha, um Everest pessoal que me levou a um novo local em minha vida. Mudei de profissão e um mundo se abriu.

Ao entrar na formação de Constelação senti a gratidão por tudo que aprendi até aqui e por ter me disponibilizado para uma nova visão sobre o todo ao ingressar nessa turma. E assim, um novo mundo também irá se abrir ao término dessa nova escalada em minha vida.

E assim, ali eu estava participando da primeira formação de constelação pelos Hellinger.

bert e sophie hellinger
Foto de www.hellinger.com

Sophie começou falando de mãe.

Sabe porquê?

Mãe é o início de tudo.

Tudo e o todo em nossas vidas se iniciam na mãe.

Nada em nossas vidas tem início estruturado e com força sem nossas mães.

Sophie disse que depois de participar pela primeira vez das Constelações ligou para Bert.

Na época ela disse que Bert só dizia que a mãe era a força da vida, pois ele não conhecia o que a mãe dela fazia.

Ela tinha um discurso de vítima da vida, de sua mãe e comentou que Bert apenas ficou em silencio no telefone.

Sophie então perguntou:

Qual a solução para mim?

Então a resposta de Bert foi:

Para você não há solução.

E desligou o telefone.

Sophie comenta que Bert foi transformado em um algoz, um vilão, a expressão do mal.

Ela pensou em ligar para ele algumas vezes e perguntar quem ele pensava que era.

Mas ao invés disso, ela deu tempo ao tempo e hoje reconhece que sua mãe a deu todos os desafios e lições que a prepararam para a vida. Hoje ela reconhece que tudo que a mãe fez foi com muito amor e disse que sua mãe sabia exatamente tudo que ela precisava desenvolver para estar pronta para vida.

Infelizmente Sophie não teve tempo para encontrar pessoalmente sua mãe e a reconhecer e agradecer. A mãe de Sophie já havia falecido.

Entretanto ela disse que todos os dias reserva momentos para honrar sua mamãe querida.

Na continuação da formação a grande pessoa e pequena em estatura Angélica Oliveira do México trouxe uma outra frase poderosa:

Não existe ninguém que já tenha “trabalhado” sua mãe por inteiro. Reconhecer a mãe como fonte da vida é apenas um pequeno e primeiro passo. Honrar a mãe deve ser feito todos os dias, pelo menos três vezes após as refeições.

Essa brincadeira tem muito sentido.

O que entendi é que durante nossos desafios diários e nossas rotinas, reconectar com a fonte da nossa verdadeira força é o que podemos fazer de forma natural, apenas para lembrarmos como é importante honrar o presente da vida, os esforços de nossa fonte da vida. Quando reclamamos de algo, reclamamos da nossa vida e desonramos quem a fez possível: nossa mamãe.

Quem reclama, assim com a própria Sophie fazia alguns anos atrás, não tem solução.

luiz-brites-22

Sinto-me muito honrado em ser filho de minha mamãe, muito honrado em poder estar em contato com a mãe das constelações, muito honrado em estar na primeira turma de Constelação e a partir de então compartilhar mais uma vez.

Sua mãe é a mãe certa para você.

Sua mãe te carregou durante nove meses.

Ela acordou muitas noites para cuidar de você, ela te deu remédio, te levou ao hospital.

Sua mãe é a mãe certa para você. O que você aprendeu com ela é infinito e extremamente valioso.

Passe isso adiante.

Lembra do que falei sobre criar uma estrutura para subirmos nosso Everest? A partir do momento que honramos nossa mãe damos o primeiro passo para termos a estrutura para irmos a outro nível de maior responsabilidade e paralelamente conquista e sonhos. Dessa maneira, o primeiro módulo faz todo sentido do que é interessante fazermos para que o mundo seja populado por mais pessoas que vivam uma vida dos sonhos.

Deixe aqui seu depoimento do que aprendeu com sua mãe.

Suas palavras podem ajudar outras pessoas a se recordarem do que também aprenderam com suas mães.